Bezerra sobre Bolsonaro: “um erro não justifica outro”

Deputado federal disse que vídeo demonstra “pouco preparo do presidente”

(Foto:Ednilson Aguiar/ O Livre)

“Ruim para o Brasil e demonstra o pouco preparo do presidente”. Com essas palavras o deputado federal Carlos Bezerra (MDB-MT) – que acumula mandatos nos mais diversos cargos políticos desde 1974 – sintetizou sua opinião sobre o vídeo com atos obscenos que o presidente Jair Bolsonaro (PSL) publicou em suas redes sociais, durante o feriado do Carnaval.

Bezerra falou sobre o assunto em entrevista na manhã desta quinta-feira (7) na Rádio Capital FM. Disse considerar a iniciativa do presidente como absurda. Primeiro, porque expôs crianças e famílias à cena. Segundo, porque Bolsonaro usou as imagens para denegrir, mundialmente, algo que, segundo ele, “é importantíssimo para o povo brasileiro”: o Carnaval.

“É um momento de alegria no país. Os religiosos não vão para os retiros e seminários rezar? O povão vai para as ruas, para os bloquinhos. É uma festa empolgante e bonita”, defendeu o parlamentar.

“Acho que foi um equívoco muito grande, pegar uma coisa mínima e exaltar, colocar numa rede de 3 milhões de pessoas”, completou, ressaltando que é preciso ter “racionalidade”. “O presidente da República tem que ter muita cautela”, concluiu.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

2 COMENTÁRIOS

    • Verdade ecarvalho é porque a grande mídia esta preocupada apenas em torpedear o Presidente da República, na tentativa de desestabilizar o governo que acabou com a farta e desmedida distribuição de verbas publicitárias. Errar não é mostrar a verdade, doa em quem doer, mas ocultar o errro sim. E ao mostrar o erro deve haver punição criminal para que não se repita o mesmo pelo
      país afora.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorServidores do Indea questionam arquivamento de denúncia contra presidente da Aprosoja
Próximo artigoMercado Municipal de Cuiabá é retrato da insegurança e do abandono

O LIVRE ADS