Bem em tempo (só que não)

Senado debate compartilhamento de bicicletas 15 depois de empresa tirá-las de circulação

(Foto: Pedro França/Agência Senado)

Com um “delai” de aproximadamente 15 dias, o Senado deve analisar o projeto de lei que regulamenta os serviços de compartilhamento de bicicletas, patinetes elétricos e veículos de mobilidade individual.

A reunião da Comissão de Desenvolvimento Regional e Turismo está prevista para ter início às 9h da próxima quarta-feira (5).

Acontece que, desde o dia 22 de janeiro, a empresa Grow – que afirma ser líder de “micromobilidade” na América Latina, anunciou que vai tirar suas bicicletas de circulação. No caso dos patinetes, eles deixaram de rodar em 14 cidades brasileiras.

Na nota enviada à imprensa, a Grow afirmou que a medida visava verificar as condições de operação e segurança das bicicletas, mas também reconheceu que estava em busca de parcerias para “fortalecer” sua atuação.

A empresa, inclusive, demitiu funcionários e, junto com uma agência de recursos humanos, estava procurando novos empregos para eles, segundo uma reportagem da revista Época Negócios.

No Senado, a ideia é debater como os municípios vão regulamentar a fiscalização do serviço de compartilhamento desses meios de transporte e estabelecer infrações de trânsito para os usuários, se eles ainda existirem quando o projeto for aprovado.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorCódigo de ética: o desafio de gerir a conduta de profissionais
Próximo artigoMais uma semana