Bebê diz que tem “bicho” em sua vagina e médica desconfia de abuso

Conselhos Tutelares de Cuiabá e de Várzea Grande se negaram a atender o caso e a babá precisou registrar BO sem o auxílio de nenhum deles

Imagem ilustrativa / Freepik

Uma bebê de apenas um ano e nove meses foi levada pela babá ao hospital em Cuiabá, nessa segunda-feira (17), pois apresentava irritação no órgão genital. No consultório a médica passou a desconfiar de que a menina tivesse sido vítima de abuso sexual.

Segundo a babá, na manhã do domingo (16) ela levou a bebê para a casa do pai. Já na manhã dessa segunda-feira, quando a menina acordou, disse para a babá que “tinha bicho” da vagina dela.

A bebê chorava e a babá estranhou, pois isso nunca tinha acontecido. Ela, então, levou a menina para a Unimed Cuiabá, onde ela foi atendida por uma pediatra.

Conselho tutelar

Ao examinar a bebê, a médica imediatamente suspeitou de abuso sexual e acionou o Conselho Tutelar de Cuiabá, mas foi orientada a ligar para o Conselho Tutelar de Várzea Grande, por ser o local de moradia da família.

O Conselho de Várzea Grande, porém, se negou a atender porque a criança estava em Cuiabá, alegando que não poderia atender fora do município de Várzea Grande. E disse para que os conselheiros de Cuiabá atendessem e, depois, encaminhassem para a cidade vizinha.

A babá acabou registrando um boletim de ocorrência sem o auxílio do Conselho Tutelar e afirmou à polícia que esperava o apoio do Conselho Tutelar de Várzea Grande, cidade onde ela e a bebê moram e onde teria acontecido o abuso.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorCriança de 10 anos cai em casa e morre dois dias depois em hospital
Próximo artigoPM entrega presentes em bairro carente de VG e se prepara para o Dia das Crianças