|terça, 22 maio 2018

    Bebê baleado na UPA passa bem e está “fora de risco”

    COMPARTILHECOMPARTILHE
    Tiroteio na UPA Morada do Ouro

    A criança de seis meses que foi baleada durante troca de tiros na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do bairro Morada do Ouro na última terça-feira (13) já está acordada e não corre mais risco de vida. A informação foi repassada pela secretária de Saúde de Cuiabá, Elizeth Araújo, nesta quarta-feira (14) durante coletiva de imprensa. 

    O pequeno Vitor Hugo Camargo Martins foi atingido no tórax e na mão, ele foi levado à Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Pronto Socorro de Cuiabá em estado grave. A mãe da criança, Estefani de Camargo Santos, 22 anos, levou um tiro de raspão no ombro e já teve alta.

    “Na última visita que fizemos nós vimos que o bebe estava acordado, bem, já se alimentou e está tomando a medicação certinha. Então nós acreditamos que ele está fora de risco e por isso vamos aguardar um pouco para a retirada do projétil”, afirmou Elizeth.

    Além de Estefani e do filho também foram baleados a enfermeira Rosimere Sousa da Silva, 51 anos, o agente prisional Dirley de Pinho Pedro, 33 anos, paciente Dayana da Silva Romao, 33 anos, que foi atingida no tórax e está em estado grave. Os demais já receberam alta.

    O tiroteio que ocasionou os ferimentos ocorreu quando criminosos tentaram resgatar o detento José Edmilson Bezerra Filho, 31 anos, que está preso no Centro de Ressocialização de Cuiabá (CCC), no bairro Carumbé. Ele responde por oito homicídios e por um sequestro e é apontado como um dos líderes do Primeiro Comando da Capital (PCC) em Mato Grosso.

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Please enter your name here
    Please enter your comment!

    DESTAQUES

    Policiais se revoltam ao prender “Pateta” andando de BMW

    Jovem é presa ao tentar entrar em presídio com 34 trouxas de maconha nas...

    Presas com drogas, jovens posam sorrindo para foto em delegacia

    Idoso é preso e uma das acusações é o roubo de sua própria motocicleta

    Mistério em festival de rock em Cuiabá: o que 30 mil pessoas vão ouvir...

    X