Batalha de decretos

Prefeitura divulgou uma nota citando as posições diferentes entre o prefeito Emanuel Pinheiro e o governador Mauro Mendes sobre o toque recolher 

(Foto:Ednilson Aguiar/ O Livre

A Prefeitura de Cuiabá quer desvincular sua imagem das medidas baixadas pelo governo do Estado para o controle da pandemia. O município divulgou nesse sábado (6) uma nota que esclareceria as posições diferentes entre o prefeito Emanuel Pinheiro e o governador Mauro Mendes sobre o toque recolher. 

A prefeitura enfatiza o impacto econômico que a menor liberação para funcionamento do comércio poderá causar. Defende que as ações deveriam ter medidas diferentes para segmentos diferentes. 

“Em nenhum momento a Prefeitura de Cuiabá participou de qualquer diálogo promovido pelo Executivo Estadual para adotar tais medidas emergenciais. A ação irregular de alguns não pode penalizar o conjunto do setor produtivo, que se encontra no limite após o surgimento de uma pandemia que não tem data certa para acabar”, pontua. 

O conflito em torno das medidas é uma nova página na disputa entre Mauro Mendes e Emanuel Pinheiro, que já dura desde a polêmica sobre o fechamento da Santa Casa de Misericórdia, em 2019. 

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

1 COMENTÁRIO

  1. Não participou porque não quis, pois foi convidado.
    Senhor Mané do Paletó, suas ações são 1000% eleitorais e completamente desvinculada do bem estar da população, uma amostra disso foi as suas ações durante o período eleitoral.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorDe quem é a culpa?
Próximo artigoMulher registra boletim após moradora de condomínio pegar seu gato e não querer devolver