Base de Emanuel Pinheiro é maioria na CPI dos Remédios Vencidos

Vereadores ligados à fiscalização que encontrou caixas de medicamentos vencidos não emplacaram um indicado nem para a relatoria

Os membros da CPI dos Remédios Vencidos, que vai investigar os serviços do Centro de Distribuição de Medicamentos e Insumos de Cuiabá (CDMIC), foram escolhidos nesta segunda-feira (10), com a nomeação de apenas um vereador vinculado à denúncia. 

Os nomes foram escolhidos em reunião de Colégio de Líderes, encerrada agora há pouco. O vereador Lilo Pinheiro (PDT), primo do prefeito Emanuel Pinheiro, será presidente da comissão, e Marcus Brito Jr (PV), filho do ex-procurador municipal afastado, será o relator. 

Marcos Paccola (Cidadania) representa o lado dos opositores. A denúncia de medicamento vencido foi feita principalmente pelos vereadores Diego Guimarães, Dilemário Alencar e Michelly Alencar. 

O objetivo deles era conseguir o cargo de relator, o que foi abortado pela base do governo. A suplência ficou da CPI com Cezinha Nascimento (PSL), Luiz Fernando (Republicanos) e Kassio Coelho (Patriota). 

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorMulher de 61 anos é presa por chamar policial de ‘preto safado’ durante abordagem
Próximo artigoEm “peçavídeo” autobiográfica, atriz canta, dança e manipula formas animadas