Bandidos rendem vendedora de joias e marido e levam R$ 250 mil do casal

Além de joias, os ladrões ainda levaram R$ 50 mil em notas de dinheiro e R$ 600 em moedas

A casa de uma vendedora de joias, de 65 anos, localizada no Bairro Atlântico, em Alto Araguaia (420 km de Cuiabá), foi alvo de dois bandidos no fim da tarde desse domingo (27) e eles levaram R$ 200 mil em joias, R$ 50,6 mil em dinheiro, carro e celulares.

A Polícia Militar foi acionada pelo marido da vendedora, de 48 anos, que conseguiu se soltar de parte das amarras de fitas feitas pelos ladrões, pular o muro e pedir ajuda a vizinhos.

Ao chegar na residência do casal, os policiais encontraram a vendedora ainda amarrada com fitas adesivas nas mãos, pés e boca.

O casal, então, passou a contar que a mulher revende joias e, no fim da tarde desse domingo, foi rendida por dois homens na porta dos fundos de sua casa, ambos armados.

Os dois amarraram e amordaçaram as vítimas e, sob ameaça, passaram a pedir dinheiro e joias, dizendo que sabiam que no local havia as duas coisas.

Eles abriram armários e gavetas e até o forro do teto da casa. Ao todo, eles localizaram R$ 50 mil em notas, R$ 600 em moedas e aproximadamente R$ 200 mil em joias de ouro, entre pulseiras, colares, brincos, anéis e tornozeleiras.

Além disso, os ladrões também levaram os celulares das vítimas e o carro, um Fiat Uno azul.

Durante o roubo eles disseram que estavam seguindo as vítimas há alguns dias, chegando a mostrar fotos da vendedora em um celular deles. Os bandidos também disseram que eram da facção criminosa Comando Vermelho.

Os policiais fizeram rondas pela região em busca dos suspeitos, mas eles não foram encontrados. O caso foi registrado como roubo, sequestro e cárcere privado.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorMulher é encontrada morta em Cuiabá com sinais de violência física e sexual
Próximo artigoTJ valida decreto de Silval e autoriza uso de agrotóxicos a 90 metros de animais e rios