Autor de Clube da Luta ironiza final chinês censurado do filme

Clube da Luta, sem censura, está disponível na Netflix. 

O escritor Chuck Palahniuk, autor do livro Clube da Luta, que foi adaptado na obra de David Fincher, ironizou a grave censura que o filme sofreu em um streaming chinês.

Na versão, a produção ganhou um final alternativo inventado, no qual a polícia frustra os planos de Tyler Durden e o Narrador acaba internado em um hospital psiquiátrico.

Em seu Twitter, Palahniuk escreveu:

“Vocês viram essa m**da? Isso é SUPER maravilhoso! Todo mundo ganha um final feliz na China! Tyler foi preso com a gangue toda. Ele foi julgado e sentenciado a um hospital psiquiátrico. Que incrível. Eu não tinha ideia de que a justiça sempre vence. Nada explodiu. Fini.”

É especulado que a censura tenha sido pedida pelo próprio governo chinês. Até o momento, os produtores e distribuidores do filme não comentaram sobre a polêmica.

Clube da Luta, sem censura, está disponível na Netflix.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorHomem-Aranha: Sem Volta Para Casa quase teve easter egg de Stan Lee
Próximo artigoPeacemaker se torna a maior série do streaming ao redor do mundo em janeiro