Aumento nas vendas: Dia dos Pais tem clima de otimismo para o comércio em Cuiabá

No Brasil, a expectativa é que o amento seja de 34%. Segundo a Associação Comercial, tendência deve se repetir na Capital

(Foto: Ednilson Aguiar/O LIVRE)

No setor do comércio cuiabano, o clima para o Dia do Pais é de otimismo. O segmento espera um aumento nas vendas da data celebrada neste domingo (8). No Brasil, 34% dos empresários também acreditam nisso. No ano passado, apenas 12% acreditavam que a data seria boa para ampliar os lucros.

Em Cuiabá, de acordo com o presidente da Associação Comercial e Empresarial da Capital  (ACC), Jonas Alves, os empresários acreditam que a data deve gerar boas oportunidades de negócios, baseada também no desempenho de vendas verificado no Dia das Mães, em maio, e em grande parte da população vacinada.

“Os empresários da baixada cuiabana estão com os estoques renovados e acreditam que o volume de vendas deve ser superior ao do ano passado, principalmente, porque agora os consumidores estão mais seguros fisicamente e financeiramente, com a reabertura gradual das atividades em geral e com a evolução da vacinação”, frisa Jonas.

Quanto gastar

O valor gasto pelo consumidor também pode ter um aumento. Enquanto no ano passado a média foi de R$ 123, neste ano, a expectativa é que seja de aproximadamente R$ 131.

O levantamento também aponta que os itens de vestuário são as opções de presente que mais devem ser compradas, segundo 37% dos entrevistados.

Em segundo lugar aparecem os acessórios, como cintos e carteiras, indicados por 21% dos participantes. Já os aparelhos e itens de telefonia ocupam a terceira posição, mencionados por 12% dos empresários.

Vendas on-line

Segundo a pesquisa, pouco mais da metade (53%) dos empresários ouvidos pretendem investir em meios virtuais para aumentar as vendas. Este índice foi maior na pesquisa realizada pela empresa no mesmo período do ano passado, quando 64% dos participantes confirmaram investimentos em marketplaces digitais.

Tendo em vista as mudanças nos hábitos dos consumidores, 90% dos empresários declararam que continuarão investindo em marketplaces digitais, mesmo após a pandemia.

LEIA TAMBÉM

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorPrefeito de Cuiabá sanciona LDO 2022 sem emendas parlamentares
Próximo artigoBolsonaro e ministro da Infraestrutura farão ato em prol da Ferrogrão em MT