Aulas presenciais: aprovação adiada

Projeto que inclui escolas e universidades em atividades essenciais é adiado na ALMT a pedido de deputado

Um pedido de vistas do deputado estadual Thiago Silva (MDB) impediu a Assembleia Legislativa de aprovar em definitivo o projeto de lei que permite a retomada das aulas presenciais em Mato Grosso nas instituições de ensino públicas e privadas.

O medebista alegou que vai apresentar propostas ao texto da lei e devolver para segunda votação na próxima semana.

Dos 24 deputados, apenas seis votaram contrariamente. Tratam-se dos deputados Eduardo Botelho (DEM), Valmir Moretto (Republicanos), Lúdio Cabral (PT), Allan Kardec (PDT), Dr. Gimenez (PV) e Dr. Eugênio (PSB).

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorMato-grossenses tentam entrar na fila boliviana de vacina contra covid-19
Próximo artigoMourão defende liberação de cultos religiosos pelo país