Augusto Nunes: Depois de derrota na Copa, Brasil pode se consolar com recorde de prisão de políticos

O Brasil foi mal na Copa do Mundo, mas pode se consolar com recordes de reclusão de figurões da política brasileira. Entre eles, o ex-governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral, e o ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva, que está preso desde abril de 2018, na sede da Polícia Federal, em Curitiba (PR).

Essa é a avaliação do jornalista e colunista do LIVRE Augusto Nunes, expressada em coluna em vídeo. (Veja no final)

“Ele [Cabral] se distanciou do seu concorrente do momento, que é o ex-presidente Lula, que também tem muitos anos de cadeia, à frente do chefão do PCC, o Marcola… Ele certamente vai morrer na cadeia, mas muito respeitado pelos demais delinquentes de todo o país”, analisou o jornalista.

Confira na íntegra:

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorDesenvolve MT injetou mais de R$ 8,4 milhões em micro e pequenas empresas
Próximo artigoDenunciado por assédio sexual, menor diz não saber que “cantada” na rua é crime

O LIVRE ADS