Augusto Nunes: Cuba fez o que quis no Brasil durante o Mais Médicos

Com as novas exigências colocadas pelo presidente Jair Bolsonaro, Cuba abandonou o programa petista

(Foto: José Cruz/Agência Brasil)

O território era brasileiro mas as ordens vinham diretamente de Cuba. Foi assim que milhares de médicos foram trazidos ao Brasil com o lançamento do Programa Mais Médicos, em um grande exemplo de submissão dos governos do PT a uma ditadura.

Essa é a avaliação do jornalista e colunista do LIVRE Augusto Nunes expressada em coluna em vídeo (veja no final). 

Recentemente o presidente-eleito Jair Bolsonaro (PSL) anunciou novas regras para o programa Mais Médicos, o que levou Cuba a abandonar a parceria. Entre as exigências estava a de que os médicos ficassem com o salário integral – mais da metade era repassada ao governo cubano. Cuba não topou e saiu do programa.

Confira o vídeo na íntegra:

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorDo Racionais MC’s, Mano Brown se apresenta neste sábado em Cuiabá
Próximo artigoEm uma semana, quatro farmácias foram assaltadas em Sinop

O LIVRE ADS