As vitrines tecnológicas da Farm Show 2021 serão abertas à visitação

Com número de público reduzido, respeitando os decretos vigentes, e seguindo todos os protocolos sanitários, as vitrines tecnológicas serão abertas de 23 a 27 de março ao público visitante.

Após o adiamento da 6 ª edição da FARM SHOW MT para 2022,  os  expositores estão promovendo a  visitação aos canteiros da Vitrine tecnológica com áreas cultivadas desde segundo semestre de 2020, contando com cerca de 30 expositores.

A visitação acontecerá nos mesmos dias em que seria realizada a Feira, de 23 a 27 de março, das 8h às 12h, respeitando todas as determinações dos decretos estaduais e municipais vigentes nesta data.

Mesmo com público reduzido e inferior a outras edições será seguido um rigoroso protocolo sanitário, garantindo o máximo em segurança a todos que entrarem no parque com: aferição da temperatura corporal, obrigatoriedade de uso de máscara, distribuição de álcool em gel, lembrando que o evento é predominantemente de circulação ao ar livre.

O presidente do Sindicato Rural, Marcos Bravin destacou que essa foi à saída encontrada para valorizar o trabalho dos expositores. “Esse ano nos organizamos para promover a visitação às vitrines tecnológicas, afinal não podemos deixar que mais um ano, o trabalho de meses seja perdido”.

Já o presidente da FARM SHOW, José Nardes ressaltou que a vitrine é um espaço importante para troca de informação e contato dos produtores com os novos cultivares e as novas tecnologias na produção agrícola. “Nós estamos há praticamente dois anos sem a realização das Feiras, e o produtor precisa de informação, mesmo com a imposição de um público reduzido não podemos deixar de trazer as inovações e tecnologias disponíveis no mercado ao produtor”.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorBolsonaro “vota sim” pela vacinação da mãe contra a covid-19
Próximo artigoIndústria e agro impulsionam mercado de trabalho temporário em MT