“As pesquisas do IBGE estão um pouco atrasadas”, diz Guedes sobre números do desemprego

De acordo com o Ministro, o IBGE se equivocou nos dados que apontam o desemprego no Brasil

(Fábio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil)

O ministro Paulo Guedes rebateu os números do desemprego divulgados, nessa sexta-feira (30), pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). De acordo com o ministro, os dados do instituto se baseiam em formulas ultrapassadas.

De acordo com o IBGE, a taxa de trabalhadores informais cresceu 40% e o número de desemprego também apresentou um crescimento significativo.

Entretanto, o ministro acredita que os dados estão equivocados e desatualizados. De acordo com Guedes, o Brasil vem criando novos empregos todos os meses.

Neste ano, já criamos 1,5 milhão de novos empregos. Desde que a covid-19 nos atingiu e destruiu quase 1 milhão de empregos, em abril do ano passado, já criamos 2,5 milhões de novos empregos”, afirmou o ministro.

O ministro ainda criticou a forma de pesquisa do instituto e afirmou que o IBGE em breve vai precisar corrigir a informação do número de desemprego no Brasil.

“Estamos criando praticamente 1 milhão de empregos a cada três meses e meio. Então, as pesquisas do IBGE estão um pouco atrasadas e daqui a pouco vão ter que convergir para o que está acontecendo. Os indicadores do Caged nos indicam que estamos criando empregos. Vamos derrubar essa taxa de desemprego muito rapidamente”, concluiu o ministro.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorCovid: diário da vacina #58
Próximo artigoDez motoristas são presos por embriaguez ao volante durante Operação Lei Seca