As articulações de Selma

A senadora eleita deu início às articulações para composição da mesa das comissões do Senado

(Foto: Assessoria)

Cumprindo agenda em São Paulo e Brasília nesta semana, a senadora eleita Selma Arruda (PSL) deu início às articulações partidárias para composição da Mesa Diretora e das comissões do Senado. Nesta terça-feira (4), Selma se reuniu com a senadora eleita por Mato Grosso do Sul Soraya trocnick (PSL) e o senador eleito por São Paulo Major Olímpio (PSL).

Na semana passada, a senadora eleita já havia assinado um termo de adesão a Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA), em reunião com a atual coordenadora da frente e futura ministra da Agricultura, deputada federal Tereza Cristina (DEM-MS).

De volta a Mato Grosso, Selma Arruda se articula para a assumir a presidência regional do PSL, no lugar do deputado federal Victorio Galli, que não conseguiu se reeleger. Uma eventual mudança na direção da sigla, por sua vez, só deve se concretizar após a posse dela no Senado, em 1º de fevereiro de 2019.

Ela, que chegou a ser desacreditada durante a campanha e acabou sendo a candidata mais bem votada na disputa ao Senado, agora demonstra que buscará estar inserida nas principais discussões do Congresso Nacional.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorMoro anuncia secretários para Ministério da Justiça
Próximo artigoPRF resgata caminhoneiro que era mantido refém em Comodoro