Artistas com Síndrome de Down assinam telas em exposição no Misc

A exposição segue em cartaz até o dia 20 de agosto, com visitas das 9h às 18h

cred Davi Valle

Fazendo da tinta e tela um meio para comunicar emoções e contarem histórias, alunos do projeto ‘A Arte e os Artistas Especiais – Um Olhar Que Torna a Forma Especial’, desenvolveram a exposição que leva o mesmo nome, no Museu de Imagem e do Som de Cuiabá (Misc). A exposição segue em cartaz até o dia 20 de agosto, de 9h às 18h. A entrada é gratuita e a classificação livre.

A sensibilidade para instigar a compreensão de sua linguagem, colocando-os em contato com os materiais, é reflexo do trabalho das artistas plásticas Linalva Alves e Odete Venâncio. Curadoras da mostra, elas conduziram um curso de pintura com membros da Associação dos Síndrome de Down de Mato Grosso (ASDMT) durante o mês de julho.  Ao término de cinco encontros houve uma compilação de dezenas de telas que integram a exposição. “Já tínhamos trabalhado antes com esse público, então vimos no edital uma chance de dar continuidade a isso”, diz Linalva.

De acordo com ela, o contato com as artes é importante porque estimula a coordenação motora e apresenta novas possibilidades de expressão. “Além disso, é muito recompensador sentir o carinho que elas têm por nós e perceber o quanto se aproximaram da pintura. Tinha gente que não queria parar mais”, lembra.

A percepção das vantagens é compartilhada pelo presidente da ASD-MT, Wellington de Barros Silva. Pai de um dos alunos, ele destaca que atividades como esta contribuem com o desenvolvimento da memória e raciocínio lógico dos envolvidos, refletindo diretamente em seu desempenho escolar. Diante disso, a recomendação é de que os responsáveis mantenham os filhos próximos do aprendizado artístico.

Barros também conta sobre como os alunos encararam a novidade. “Muitos veem os irmãos fazendo atividades semelhantes na escola e sentem vontade de fazer igual. Então eles levaram o projeto a sério e conseguiram se divertir ao mesmo tempo. Todos se saíram muito bem. Por isso ficamos extremamente agradecidos às professoras e a Prefeitura de Cuiabá que possibilitou a realização do projeto”, diz.

O secretário de Cultura Esporte e Turismo, Francisco Vuolo, afirma que todos esses aspectos foram considerados pela Pasta junto ao prefeito, Emanuel Pinheiro. Sendo assim, a proposta foi viabilizada pelo Conselho Municipal de Cultura por meio de aprovação prevista em edital. No total há 31 projetos contemplados em andamento.

No caso deste curso, a gestão foi responsável tanto pelo repasse de recursos financeiros, quanto pela disponibilização do espaço no Misc. “Os editais são anuais e abrangem todos os segmentos da cultura. São sete setores com propostas aprovadas no ano passado, pagas esse ano e realizadas agora. A partir dessas várias frentes, abrem-se novos horizontes para público e artistas.”, comenta.

 (Da Assessoria)

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorSicredi oferece linha de crédito para projetos de energia solar
Próximo artigoAtletas mato-grossenses participam de campeonato de karatê olímpico neste sábado