Arraía sem sair de casa: família oferece comidas juninas em tempos de quarentena

Mãe, pai e filha de Várzea Grande criaram a ‘Paçoca da Nega’ com quitutes típicos da tradicional comemoração

Pai, mãe e filha (Foto: Hitalo Campos)

Uma festa junina em meio à pandemia do novo coronavírus, respeitando as normas de isolamento social, principal medida para prevenir a covid-19. Essa é a proposta da “Paçoca da Nega”, iniciativa de uma família de Várzea Grande (região metropolitana de Cuiabá).

O projeto começou com o objetivo de comercializar a tradicional paçoca de pilão e logo se estendeu para outros alimentos. Para oferecer os principais atrativos culinários de uma festa junina tipicamente mato-grossense, foram incluídos também Maria Isabel, pé de moleque, curau, canjica e brigadeiro tradicional ou de paçoca.

Tradicional paçoca de pilão (Foto: Hitalo Campos)

A “Paçoca da Nega” é liderada pela professora Eliane Maria Espírito Santo, de 56 anos. Ela usou o talento culinário que cultiva ao longo dos anos, principalmente relacionado a comidas regionais, para dar início ao projeto. Para fazer e divulgar os quitutes, ela tem a ajuda do marido, Otamar Benedito, e da filha, a publicitária Sara.

Nas redes sociais, Sara costuma divulgar diariamente o novo projeto da família. Ela conta com a ajuda de amigos que, encantados com os quitutes, logo compartilham e elogiam os sabores da festa junina em tempos de pandemia.

Há diferentes valores e combos para os clientes: individual (R$ 45 + taxa de entrega) e duplo (R$ 70 + taxa de entrega). Os itens dos combos são: o tradicional bolo de arroz, canjica, curau de milho, paçoca de pilão, pé de moleque, paçoca de amendoim, brigadeiro tradicional e de paçoca. Para completar, por R$ 15 a mais, há também uma refeição de Maria Isabel com farofa de banana.

Para adquirir os produtos, o cliente pode enviar uma mensagem pelo direct do Instagram @pacocadanega ou pelo WhatsApp (65) 9 9316-7117. As entregas são realizadas em Cuiabá e Várzea Grande, com uma taxa de R$ 10. Caso o cliente prefira, pode retirar o produto em um local combinado com a família.

“Somos a família que vai garantir as saborosas comidas típicas de festa junina”, diz Sara.

Foto: Hitalo Campos

(Da Assessoria)

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorSecretária municipal publica fotos com marcas de violência doméstica
Próximo artigoE se não fizéssemos nada? A pandemia ou a raça humana acabaria um dia?

O LIVRE ADS