Arquiteta seria uma das administradoras de páginas que acusavam homens de estupros em MT

As casas de duas mulheres foram alvos de mandados de busca e apreensão pela Polícia Judiciária Civil

Uma arquiteta de Sorriso (400 km de Cuiabá) seria uma das administradoras das páginas nas redes sociais Twitter e Instagram que difamavam e caluniavam homens de Sorriso acusando-os de estupros, abusos sexuais e crimes do gênero.

Na manhã desta sexta-feira (24), as casas de duas mulheres foram alvos de mandados de busca e apreensão pela Polícia Judiciária Civil, em uma operação que investiga os perfis. Uma delas seria a arquiteta.

Nas residências foram apreendidos celulares e notebooks. Já no local teriam sido comprovadas a participação das duas mulheres nos crimes de calúnia e difamação.

LEIA TAMBÉM

O delegado responsável pelo caso, André Eduardo Ribeiro, disse que famílias chegaram a ser destruídas pelos conteúdos publicados nas páginas das redes sociais, que fizeram mais de 40 vítimas.

Dezenas de mulheres seguiam os perfis e acompanhavam a difamação feita pelas duas mulheres. A Polícia Civil continua investigando o caso.

 

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

1 COMENTÁRIO

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorProfessor particular: alternativa na pandemia, mas que não está disponível para todos
Próximo artigoMotorista da Secom-MT morre de covid