Arena sem tecnologia

Construída em 2014, nem tudo funciona na Arena Pantanal

(Foto: Suellen Pessetto/ O Livre)

O consórcio C.L.E Arena Pantanal e a empresa de circuito fechado de TV Canal Livre foram intimadas nesta terça-feira (6) pela Controladoria Geral do Estado (CGE) para apresentarem defesa no processo de responsabilização movido pelo Estado.

As empresas foram contratadas pelo governo para fazer toda parte de tecnologia da Arena Pantanal em 2014. Tudo funcionou perfeitamente, mas só até a realização dos jogos da Copa do Mundo daquele ano.

Depois disso, as empresas retiraram parte do material da Arena. Em outros casos, não ensinaram os técnicos a operar os equipamentos de tecnologia. Um dos exemplos claro disso são os telões da Arena que só ficam desligados.

Entre os argumentos que já apresentaram, as empresas do consócio alegam falta de pagamento por parte do governo.

LEIA TAMBÉM

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorComeça julgamento de gerente de fazenda que matou procuradores
Próximo artigoEconomia está dando sinais de recuperação, diz Bolsonaro

O LIVRE ADS