Aprosoja apoia o BRT

Produtores de soja dizem que o BRT é mais viável do que o VLT em diversos pontos

(Foto: Suellen Pessetto/ O Livre)

A Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso (Aprosoja) manifestou total aprovação à decisão do Governo de Mato Grosso pela substituição do modal de transporte entre Cuiabá e Várzea Grande.

Em nota encaminhada nesta terça-feira (22.12), a entidade declarou que “a decisão marca o fim de um imbróglio, determinando o início de um ciclo de melhor qualidade de transporte público para a população cuiabana”.

A decisão foi apresentada pelo governador Mauro Mendes na segunda-feira (21.12), após a conclusão dos estudos técnicos elaborados pelo Governo de Mato Grosso e pelo Grupo Técnico criado na Secretaria Nacional de Mobilidade Urbana.

O ofício pedindo a substituição da execução das obras do Veículo Leve Sobre Trilhos (VLT) pela implantação do Ônibus de Trânsito Rápido (BRT) foi enviado na última sexta-feira (18) ao ministro Rogério Marinho, que comanda a pasta do Desenvolvimento Regional.

Conforme a Aprosoja, “a decisão mostrou-se viável em diversos pontos, tais como: menor custo, impacto, tempo e risco para implantação; menor previsão tarifária; maior capacidade de transporte de passageiros; baixo conflito regulatório e, ainda; fácil possibilidade de ampliação da rede”. (Com Assessoria)

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorEm ação contra Consórcio VLT, Governo de MT pede R$ 830 milhões de ressarcimento e danos morais
Próximo artigoTemor da covid-19