Apresentação do projeto BRT

Audiência pública será nos dias 9 e 10 de setembro

Caminho aberto para a instalação dos trilho do modal hoje estão ocupados com coqueiros por causa da indefinição sobre obra (Foto: Ednilson Aguiar/O Livre)

Na quinta-feira (9) e sexta-feira (10), será realizada uma audiência pública, na qual o governo do Estado apresentará o projeto do Bus Rapid Transit (BRT) para a região metropolitana de Cuiabá e Várzea Grande.

O aviso das audiências está publicado no Diário Oficial que circula nesta segunda-feira (30). O objetivo é dar publicidade e debater o anteprojeto elaborado pela Sinfra e também sobre como está prevista a implantação dos corredores de transporte coletivo em Cuiabá e Várzea Grande.

As audiências públicas serão conduzidas pelo secretário adjunto de Gestão e Planejamento Metropolitano da Sinfra, Rafael Detoni, acompanhado da equipe técnica da secretaria. Essa etapa antecede a publicação do edital de licitação para contratação de empresa responsável pela execução das obras de infraestrutura do BRT.

Em Cuiabá, a audiência será realizada no auditório da Secretaria de Estado de Educação (Seduc), entre as 14h e as 17 horas. Já em Várzea Grande, a audiência acontece na Câmara Municipal, também entre as 14h e as 17 horas. Em ambos os locais, a presença dos participantes será limitada conforme a capacidade, devido às medidas de distanciamento impostas pela pandemia do coronavírus. As audiências também serão transmitidas no YouTube do Governo de Mato Grosso.

Como participar

Podem participar todos os interessados em debater, com contribuições e questionamentos, a respeito da implantação da solução de transporte. Todas as peças gráficas e memoriais descritivos do Anteprojeto estão disponíveis no site da Sinfra e podem ser acessados aqui.

Interessados em fazer manifestações escritas acerca dos documentos disponibilizados, para que sejam respondidas durante audiência pública, já podem encaminhar e-mail para [email protected] É indispensável que o interessado informe seus dados, como nome e telefone de contato, acompanhado do item dos estudos a que se referem o questionamento/contribuição.

Todas as contribuições encaminhadas por e-mail terão prioridade na ordem de esclarecimento durante a audiência pública e devem ser enviadas em até 48 horas antes da data da audiência no respectivo município. Não serão respondidas as contribuições recebidas por e-mail fora do prazo estabelecido. Aqueles que quiserem realizar manifestações presencialmente durante a audiência pública também poderão fazê-lo.

Tanto as perguntas enviadas por e-mail, quanto as feitas presencialmente, deverão ser respondidas dentro do período de audiência pública, que está limitada a três horas de duração, sem prorrogação. Desse modo, as perguntas que demandarem maior tempo para resposta, serão respondidas quando da publicação das atas das audiências públicas, no portal da Sinfra. Outras informações acerca do assunto estão disponíveis aqui.

(Com informações da Assessoria)

 

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorSerasa: uma movimentação fraudulenta a cada 8 segundos no Brasil
Próximo artigoRicardo Salles afirma que eleitores do interior do Brasil vão reeleger Bolsonaro