Aposentadoria de Selma é aprovada pelo TJ e ela pode sair candidata

(Foto:Ednilson Aguiar/ O Livre)

A aposentadoria da juíza Selma Rosane Arruda, da 7a. Vara Criminal de Cuiabá, foi aprovada na manhã desta terça-feira. O pedido foi assinado pelo presidente do Tribunal de Justiça, desembargador Rui Ramos.

Com a aprovação, a juíza responsável por casos emblemáticos como a prisão do ex-governador Silval Barbosa e do ex-presidente da Assembleia Legislativa José Riva deixa a Justiça. Esta terça-feira (27), inclusive, será o seu último dia a frente da 7a. Vara Criminal.

Como a aprovação saiu antes do dia 7 de abril – prazo limite para que ela possa se filiar a um partido e concorrer nessas eleições – seu nome deve ganhar mais destaque nas montagens de palanques.

O pedido de aposentadoria foi realizado na última quinta-feira (22). A partir de então, o pedido recebeu um parecer favorável na última segunda-feira (26), que culminou na aprovação do processo pelo presidente do TJ.

No meio desse período, Selma recebeu diversos apoios a uma possível candidatura nas eleições deste ano. O LIVRE mostrou que a Associação Mato-grossense de Magistrados (AMAM) declarou apoio a um eventual pleito eleitoral da agora ex-juíza.

Por outro lado, a possibilidade também movimentou os interesses dos partidos políticos. O PSD, do vice-governador Carlos Fávaro, entrou em contato com ela e franqueou as portas do partido a uma eventual candidatura. O presidenciável Jair Bolsonaro (PSL) também fez um vídeo elogiando a juíza.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

O LIVRE ADS