Após sucesso na Argentina, alunos de projeto social são recebidos pelo comandante-geral da PM

O “Krave Thai Kick, Formando Cidadãos” atende mais de 380 crianças e adolescentes

Foto: Assessoria

Os alunos do projeto social “Krave Thai Kick – Formando Cidadãos”, de Sinop (500 km de Cuiabá), conheceram nessa quarta-feira (22) o Comando Geral da Polícia Militar de Mato Grosso, com sede na capital. A turma retornou da Argentina, onde os atletas se destacaram em uma competição de artes marciais.

A ação nasceu há três anos e atende mais de 380 crianças e adolescentes de 8 a 17 anos. A iniciativa é resultado de uma parceria entre o 3° Comando Regional da PM, com uma academia de Sinop e outros parceiros e profissionais voluntários.

O professor do projeto e policial militar, Genivaldo José – conhecido como Mestre Gibi – explicou que a visita desperta ainda mais motivação para a sequência dos trabalhos. “Foi fundamental ter esse contato direto com o comandante-geral da PM e receber esse reconhecimento, é algo inesquecível para mim e certamente para todos os alunos”, disse e professor.

Além das artes marciais como MMA, kickboxing, boxe chinês e muay thai, os participantes têm acesso a um espaço com biblioteca e atendimentos a saúde.

O comandante do 3° Comando Regional da PM em Sinop e um dos idealizadores do projeto, Valter Razera, lembrou que a ação abre oportunidades para a população e que o foco é dar prosseguimento aos trabalhos. “Nós trabalhamos a prevenção primária, já que os alunos percebem a diferença de estar no esporte e de fazer parte de situações de criminalidade, o que representa um trabalho preventivo de segurança pública”, disse.

Durante a visita, os atletas conheceram as instalações do Quartel Geral e tiveram um encontro com o comandante-geral da PM, coronel Jonildo José de Assis.

“Projetos sociais como esse são muito importantes para a corporação e, principalmente, para a sociedade. Levar a disciplina e o comprometimento de uma arte marcial para a vida de uma criança, de um jovem, é contribuir com uma sociedade melhor, mais segura e justa”, destacou Assis. Os alunos presentearam o coronel com uma medalha.

Resultados positivos

Desde o seu início, o projeto vem revelando talentos que já colecionam inúmeras medalhas e cinturões. Durante 16° edição do mundial de artes marciais, realizada em Buenos Aires, na Argentina, a aluna Tatiana Lopes, de 14 anos, foi um dos destaques. Representando o Estado, a adolescente conquistou o 1º lugar em kick Light e o 2º lugar no Kickboxing. A competição envolvia mais de 1,5 mil participantes de todo o mundo.

Além das conquistas de Tatiana, o projeto já acumula outras 27 medalhas de ouro, oito de prata, três de bronze e seis cinturões.

Agora o foco e objetivo dos alunos é garantir uma vaga nas competições dos Jogos Pan-Americanos, que serão realizados entre os dias 26 de julho e 11 de agosto, em Lima, no Peru.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorEstado ainda não atingiu meta de vacinação contra gripe
Próximo artigoMPE recorre de decisão que livrou advogado de ação por desvio de dinheiro