Após notícias falsas, secretário nega surto de covid-19 em crianças em Mato Grosso

Gilberto Figueiredo disse que informação não tem fundamento e a Sociedade de Pediatria de Mato Grosso reagiu à manobra

(Foto: Ednilson Aguiar/ O Livre)

O secretário de Saúde de Mato Grosso, Gilberto Figueiredo, negou a ocorrência de surto da covid-19 em crianças no estado. Ele disse que o contágio nas faixas etárias abaixo de 15 anos não teve alteração para fora do histórico da doença desde o início da pandemia. 

“Tem muita fake [news] na pandemia, é uma pandemia de tudo, até de fake. São pessoas que estão bastante desocupadas neste momento e têm bastante tempo para inventar essas coisas, para fazer terrorismo”, criticou. 

A informação sobre o suposto surto, publicada em alguns sites de Cuiabá, usou a taxa de ocupação de leitos em Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) pediátrica da rede de combate ao novo coronavírus em Mato Grosso.  

O boletim informativo publicado no fim da tarde dessa terça-feira (26) diz que 11 dos 15 leitos na rede estadual estão ocupados. Porém, em Cuiabá, a Secretaria de Saúde do município informou que, no mesmo dia, haviam cinco pacientes internados e sete vagas disponíveis. 

Reação de pediatras

A publicação da informação falsa gerou reação de pediatras na Capital. A doutora Lenice Bett, membro da Sociedade de Pediatria de Mato Grosso, postou em suas redes sociais um vídeo negando a informação.  

“Recebi mensagem de mães perguntando se as UTIs estão lotadas com criança grave de covid, que só tem dois leitos disponíveis: gente, isso é mentira!”, disse. 

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

2 COMENTÁRIOS

  1. Gerar pânico na população não é a solução. Que bom que os pediatras estão atentos e se manifestam quando vêem matérias que tem o objetivo de criar polêmicas e dizer inverdades com irresponsabilidade.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorMais de 2 mil vagas de emprego estão disponíveis no Sine nesta semana
Próximo artigoUFMT contrata: universidade tem vagas para professores substitutos