Após briga por drogas, homem esfaqueia a esposa e é condenado a 14 anos de prisão

“Como vivia em união estável com a vítima, não deveria sequer a agredir", considerou o juiz

(Foto Ilustrativa/Ednilson Aguiar/ O Livre)

Fernando Torres Pereira, de 57 anos, foi condenado a 14 anos de prisão, inicialmente em regime fechado, por ter assassinado a esposa, Maria Aparecida dos Santos.

O crime aconteceu em julho de 2009. A sentença foi estipulada em sessão do Tribunal do Júri de Várzea Grande, no dia 1º de novembro.

A decisão é do juiz Jorge Alexandre Martins Ferreira, que destacou que, como marido, Fernando não deveria sequer agredir a mulher.

Conforme a ação, o crime aconteceu em na casa da família, no Bairro Pirinéu, em Várzea Grande. Responsável pela denúncia, o Ministério Público considerou que o crime teve motivação fútil e foi cometido por meio cruel.

“Verifico que o acusado agiu com a culpabilidade intensa, pois conhecedor da ilicitude de sua conduta, bem como vivia em união estável com a vítima e portanto não deveria sequer a agredir”, considerou o juiz.

O magistrado também destacou que não foi identificado nenhum comportamento de Maria que tivesse influenciado o crime. Disse ainda que a mulher deixou filhos, que foram privados da sua companhia.

O caso

Filha de Maria, Lorrana é quem teria encontrado a mulher morta. Em depoimento, ela contou que a mãe era usuária de drogas, mas Fernando não. Disse ainda que eles viviam brigando e, um dia antes do crime, o padrasto tinha saído de casa.

Segundo a mulher, Maria estava “muito drogada” no dia seguinte. Por isso, ela decidiu dormir na casa da prima. Quando retornou para casa no outro dia, encontrou a mãe morta.

Um vizinho do casal afirmou que ouviu quando Maria gritou “me solta, Fernando”. Em seguida, segundo ele, dava para ouvir a mulher gemer, “parecendo que estava agonizando ou com a boca tampada”. Um barulho de moto deixando a casa veio depois.

Um irmão da vítima contou à polícia que Fernando não apareceu no velório, não deu satisfação para a família e o ameaçou. Ele também revelou que Maria tinha pego um dinheiro da carteira de Fernando para comprar drogas, e que isso teria causado a briga entre o casal.

Fernando, quando foi ouvido, negou ser o autor do crime.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorDeputada usa fantasia de Batgirl em votação de impeachment nos EUA
Próximo artigoDetento foge de presídio usando escada e agentes só descobrem porque vizinho avisa

O LIVRE ADS