Após acusação, diretor da Polícia Civil vai ao TJ e cobra Emanuel Pinheiro

Prefeito declarou publicamente que é alvo de uma perseguição política da Delegacia Fazendária

(Foto: Ednilson Aguiar/O Livre)

O diretor geral da Polícia Civil de Mato Grosso, Dermeval Arvechia de Resende, ingressou com uma interpelação criminal para cobrar do prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (MDB), explicações a respeito de uma declaração pública.

O prefeito acusou o diretor de pressionar os delegados Lindomar Toffoli e Anderson Veiga, ambos lotados na Delegacia Fazendária, a persegui-lo politicamente.

O pedido de interpelação foi protocolado diretamente no Tribunal de Justiça de Mato Grosso em razão do foro por prerrogativa de função, na esfera penal, assegurado aos prefeitos pela Constituição Federal.

O desembargador Gilberto Giraldelli, em despacho publicado no Diário da Justiça que circulou na terça-feira (6), determinou o prazo de 10 dias para o prefeito Emanuel Pinheiro se manifestar.

Em declarações públicas, o prefeito alegou que a estrutura da Polícia Civil de Mato Grosso estava preparada para patrocinar ações políticas contra ele.

Segundo Emanuel, o delegado-geral Mário Dermeval Arvechia de Resende teria pressionado os dois delegados para abrir investigações a respeito de uma denúncia de pagamento de propina aos vereadores de Cuiabá. O objetivo seria assegurar que fosse cassado o mandato do vereador Abílio Júnior, hoje candidato a prefeito.

LEIA TAMBÉM

Emanuel Pinheiro protocolou uma denúncia na Assembleia Legislativa de Mato Grosso, mas os deputados jamais convocaram quaisquer dos delegados para esclarecimento. Em ação recente, o prefeito pediu apoio da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB).

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorMPE denuncia prefeito de Sorriso por contratar pai de secretário
Próximo artigoSementes misteriosas da China continham fungos, ácaros e ervas daninhas