Após 6 anos de luta, mulher consegue adotar menino órfão

Uma bela história de amor

Até onde iria sua luta por força de vontade para conquistar um sonho? A birtânica Emilie Larter, 29 anos, de Worcestershire, na Inglaterra, lutou por seis anos inteiros para conseguir adotar uma criança que conheceu em uma missão de voluntariado em Uganda no ano de 2014.

Depois de muitos entraves judiciais ela conseguiu adotar o garoto Adam. Mas a parte do processo foi aprovada somente no país natal do garoto. Agora Emilie irá aos tribunais ingleses para manter a tutela da criança também no Reino Unido.

“Eu continuo tendo que olhar para Adam e me lembrar o que acabamos de passar para chegar aqui”, resumiu a mamãe adotiva. Por dois anos, ela visitou Adam enquanto trabalhava como professora no Reino Unido, mas voltou para Uganda em 2016 depois de encontrar trabalho em uma escola internacional.

Com uma campanha de financiamento coletivo bem sucedida para ajudar no custeio com a adoção do menino, ela arrecadou £ 25.000 (R$ 180 mil) e em 2019 ela venceu sua batalha legal que perdurou três anos.

“Quando estávamos no avião e Adam viu terra firme após uma longa passagem pelo mar, gritou: ‘Mamãe, olhe, é a Inglaterra – eu adoro isso’”, disse a jovem. “Tenho que readotar ele aqui no Reino Unido. Ele ainda pode ir à escola, ele ainda pode usar os serviços de saúde – só que ainda não sou reconhecida como sua mãe aqui”, disse Emilie.

Agora ela vive viajando entre Uganda e Reino Unido, pois seu marido ainda vive no país no africano com seus outros filhos. A luta para todos estarem reunidos continua, mas ela tem fé que tudo dará certo.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorPrefeito diz que ex-secretária “prevaricou” se não denunciou fraudes
Próximo artigoGoverno de MT multa consório em quase R$ 20 milhões por fraude à licitação