Após 23 anos, Justiça condena mulher a pagar R$ 192 mil por acidente de trânsito

Valor será dividido para indenizar cada um dos sete filhos de homem que perdeu a vida

O juiz da 6ª Vara Cível de Cuiabá, Jones Gattas Dias, condenou uma motorista a pagar indenização de R$ 192 mil aos sete filhos de uma vítima fatal de um acidente de trânsito. O montante será dividido em R$ 27,5 mil a cada um dos sete filhos da vítima.

O crime de homicídio culposo devidamente reconhecido pela Justiça aconteceu no dia 19 de abril de 1998. No dia 29 de setembro de 2003, a sentença condenatória transitou em julgado, ou seja, tornou-se definitiva e irrecorrível. A parte autora foi condenada a 2 anos e 8 meses de prisão.

“De acordo com as provas produzidas nos autos, a repercussão do dano é imensurável porquanto os autores jamais terão de volta a companhia do seu genitor, pois teve a vida ceifada por culpa exclusiva da demandada que dirigia veículo sem a devida habilitação e sem as cautelas exigidas pelas leis de trânsito, subindo calçada na contramão”, diz um dos trechos da sentença.

O acidente

De acordo com a denúncia do Ministério Público, a motorista dirigia em alta velocidade, aproximadamente às 6h do dia 19 de abril de 1998, um veículo Chevrolet Diplomata na Avenida Prefeito Álvaro Pinto de Oliveira no sentido bairro Ribeirão do Lipa.

Após entrar na contramão, o veículo subiu a calçada e atropelou o homem que estava em uma bicicleta. A vítima não resistiu ao impacto e veio a óbito na hora.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorQuais países vão exigir o ETIAS para autorizar a entrada de brasileiros?
Próximo artigo“Não pode depender da fé”, diz Bia Kicis sobre urna eletrônica