Apesar da pandemia: PIB do Brasil cresce 7,7% no terceiro trimestre de 2020

Especialista aponta, contudo, que no acumulado do ano várias atividades econômicas ainda enfrentam queda

(Foto: Ednilson Aguiar/ O Livre)

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou nesta quinta-feira (3) os números do Produto Interno Bruto (PIB) nacional e o resultado foi animador para economia do país. De acordo com o instituto, o país teve um crescimento de 7,7% no terceiro trimestre desse ano.

O resultado indicou ainda que a economia do país está no mesmo patamar de 2017, quando o Brasil se recuperava da crise no governo Dilma Roussef. Dessa vez, a causa seria a pandemia do novo coronavírus e a necessidade de isolamento social – com o fechamento de atividades econômicas – para tentar conter a covid-19.

Para Rebeca Palis, coordenadora de Contas Nacionais do IBGE, o crescimento ocorreu sobre uma base muito baixa, quando o país estava no auge da pandemia, no segundo trimestre.

“Houve uma recuperação no terceiro, contra o segundo trimestre, mas se olharmos a taxa interanual, a queda é de 3,9% e, no acumulado do ano, ainda estamos caindo, tanto a Indústria quanto os Serviços. A Agropecuária é a única que está crescendo no ano, muito puxada pela soja, que é a nossa maior lavoura”, disse.

Segundo o IBGE, o aumento no PIB foi causado, principalmente, pelo desempenho da Indústria, com destaque para o crescimento de 23,7% no setor de Transformação. Eletricidade e gás, água, esgoto, atividades de gestão de resíduos também cresceram (8,5%), como a construção (5,6%) e as indústrias extrativas (2,5%).

“Olhando pela ótica produtiva, o destaque foi a Indústria de Transformação, até pelo fato de ter caído bastante no segundo trimestre (-19,1%), com as restrições de funcionamento. A Indústria cresceu como um todo 14,8%, e a de Transformação 23,7%, mas voltamos ao patamar do primeiro trimestre”, concluiu Rebeca.

O aumento no PIB pode significar uma retomada na economia brasileira depois da crise da pandemia e dos efeitos negativos do isolamento social.

(Com informações da Agência Brasil)

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorA conquista sem sabor
Próximo artigoMarcha engatada? Vendas de automóveis crescem 4,4% em novembro