Ao ver madrasta sendo agredida, criança a defende do pai: “não pode bater em mulher”

A menina acabou também agredida por fazer a defesa da madrasta

Foto: Reprodução

Uma criança de 10 anos acabou agredida pelo pai nesse domingo (31), após vê-lo agredindo a madrasta e entrar em defesa dela, dizendo que o homem não podia bater na mulher.

A menina estava na casa do pai e da madrasta junto com a irmã, de 12 anos, quando presenciou uma discussão entre os adultos, o que terminou em agressão física.

A criança entrou em defesa da madrasta imediatamente e disse ao pai que ele não podia bater na mulher. Ele, então, pegou a esposa, os filhos dela e a filha mais velha e saiu do apartamento, deixando a menina de 10 anos sozinha, no 9º andar.

Com medo, a criança ligou para a mãe e contou o que estava acontecendo. A mãe correu até o apartamento e encontrou somente a atual esposa do pai de suas filhas.

Ela ligou para o homem e perguntou das filhas. Ele disse que já iria descer com as meninas.

Quando o pai entregou as crianças, a mãe perguntou o que havia acontecido e a filha de 10 anos contou que o pai havia ficado bravo por ela ter ligado para a mãe e ter contado o que havia acontecido, então a havia colocado de joelhos, lhe dado um tapa na boca e batido na cabeça dela com um livro.

A mãe procurou a polícia e registrou um boletim de ocorrência por maus tratos às crianças.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.