Ao buscar filha na casa da ex, homem é expulso a tiros pelo atual namorado dela

Ao sair, levou o primeiro golpe: uma coronhada; foi então que a criança caiu de seu colo e ao fugir, levou o primeiro tiro

J.S.G., 22 anos, foi preso por tentativa de homicídio e resistência à prisão. Ele deu proteção ao irmão, R.S.G., 25, neste sábado (25), que atirou P. J. C. V., 27 anos. A vítima, foi à casa da ex-mulher, atual namorada de R.S.G., buscar a filha por volta das 14h30. 

Conforme a vítima, quando já estava com a criança no colo, R.S.G., bastante enfurecido e de posse de uma arma de fogo, desferiu coronhadas em sua cabeça. A criança teria caído no chão e a vítima tentou correr para fora da residência. Vários tiros foram desferidos e um deles, atingiu seu pé direito.

Nesse momento, um veículo que passava pelo local prestou socorro, encaminhando a vítima para o Pronto-Socorro Municipal.

Diante das informações, uma equipe da Polícia Militar deu início às buscas para encontrar o suspeito no condomínio de seu irmão J.S.G., 22, que teria sido comparsa do crime. Um cerco foi montado com a ajuda do síndico que identificou a entrada dos suspeitos no local. As câmeras do circuito interno do residencial também identificaram a chegada dos dois. 

Na casa do suspeito, os policiais só encontraram uma mulher que se identificou como empregada da residências. Varreduras no condomínio localizaram um veículo em frente a uma residência, de portas abertas e motor quente.

Vizinhos confirmaram que o carro estava sendo dirigido por J.S.G e que os ambos suspeitos fugiram correndo, após abandonar o carro no local. J.S.G foi encontrado em um bar, enquanto conversava por celular com Ronny, que está foragido. 

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorTremor de magnitude de 8,1 graus abala noroeste do Peru
Próximo artigoClientes levadas a sala de revista de shopping são indenizadas; nada foi encontrado