Anistia Internacional quer que ONU investigue crimes na Venezuela

Presidente Nicolas Maduro terá que prestar contas perante a Justiça internacional

A Anistia Internacional pede à Organização das Nações Unidas (ONU) que crie uma Comissão que investigue a violação de direitos humanos e os crimes contra a humanidade na Venezuela. Na apresentação de um relatório sobre o país, a Anistia acrescenta que o presidente Nicolas Maduro tem de prestar contas perante a Justiça internacional.

Durante encontro com militares, na cidade de Vargas, Maduro apelou à obediência do Exército.

Guaidó

O autoproclamado presidente Interino, Juam Guaidó, promete continuar a lutar. Ele destaca que nada vai fazer com que desista da luta política.

Nessa terça-feira (14), em mensagem no Twitter, Guaidó disse que dezenas de agentes dos serviços secretos venezuelanos  revistaram o gabinete.

Fora do edifício, mais de uma centena de integrantes da Guarda Nacional Bolivariana, da polícia e do Serviço de Inteligência impediram a entrada de deputados no Parlamento.

A Polícia Nacional Bolivariana justificou o cerco por suspeita da “existência de um engenho explosivo” no local.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorProcessos seletivos têm salários de até R$ 7 mil em Mato Grosso
Próximo artigoGoverno dá prazo de 10 dias para concluir inventário da Santa Casa