Aneel cria “gabinete de crise” para tentar evitar novos apagões

A missão numero 1 do novo gabinete é gerir a crise e impedir que novos apagões aconteçam

A diretoria da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) informou a criação de um “gabinete de crise” para acompanhar a situação do sistema elétrico do país. De acordo com dados divulgados pela a Agência, o Brasil corre o risco de passar por um novo racionamento de energia.

O gabinete vai acompanhar a situação do sistema elétrico nacional entre os anos 2021 e 2022, além de propor medidas para evitar a escassez de energia no Brasil.

O grupo deve se reunir semanalmente ou sempre que for convocado em caráter emergencial. No momento, ainda não foi definido quando será a primeira reunião.

Novos apagões?

Novos dados sobre o consumo de energia do país mostram que o país pode não dar conta de produzir energia para toda a população nos próximos meses.

Dessa forma, alguns estados seriam mais afetados e poderiam passar pelo racionamento na distribuição de energia.

Estados mais afetados

A decisão de criar o comitê se deu após o governo emitir um alerta de emergência hídrica na região da Bacia do Paraná.

No total, são seis os estados mais afetados, sendo eles: Minas Gerais, Goiás, Mato Grosso do Sul, São Paulo e Paraná.

Leia também

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorCorrupção na pandemia: governador do Amazonas é alvo de operação da PF
Próximo artigoSaiba o que abre e fecha no feriado prolongado