Amigo do Mickey: Galli diz ser covardemente atacado pois é uma pedra no sapato da esquerda

Em um longo desabafo, o deputado federal Victório Galli resgatou a polêmica envolvendo seu nome e o personagem da Disney Mickey Mouse

(Foto:Ednilson Aguiar/ O Livre)

Em um longo desabafo publicado em seu perfil no Facebook, motivado por declarações de que seria contrário ao projeto de Natal da Prefeitura de Cuiabá que homenageia o Mickey Mouse, o deputado federal Victório Galli (PSL) resgatou a polêmica envolvendo seu nome e o personagem da Disney. Na publicação, o parlamentar, que pretende ser candidato a prefeito da Capital em 2020, diz estar sendo atacado “covardemente” por pessoas que “alimentam o ódio” contra ele.

“Você acreditou que eu fosse contra o Mickey? Então, você foi e continua sendo manipulado pela mídia. Na verdade, eu sou contra o ativismo LGBT e ideologias que visam à erotização de crianças”, escreveu ele, dizendo que voltou a ser atacado pois seu nome é prioridade do partido e do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) para a disputa pela prefeitura.

Galli, que não conseguiu se reeleger nas eleições deste ano e se despede da Câmara dos Deputados em fevereiro de 2019, considera-se uma “pedra no sapato da esquerda” e ressalta que soube disso quando foi “atacado” em 2017, ao criticar a Disney pela adesão “à agenda do ativismo LGBT mundial”.

“Fui atacado pelo jornalismo local, nacional e internacional por conta de uma crítica que fiz contra a Produtora de Desenhos e Filmes da Disney. Evitei responder aos veículos de imprensa durante todo este tempo. Mas desta vez estão tentando me jogar contra um projeto de Natal da Prefeitura de Cuiabá, e isso se torna mais uma ação baixa e covarde de algumas pessoas que alimentam ódio contra mim. Contudo, não posso me furtar a responder estes que se autonomeiam meus ‘inimigos’ ou de ‘as mentes brilhantes’ tupiniquins”, disparou.

E o deputado continua: “Imagine Victório Galli como prefeito!”, exclama ele, emendando possíveis ações que realizaria à frente do Executivo Municipal, a exemplo da alteração de agendas como o avanço de políticas do ativismo LGBTs, ideologia de gênero, regulações sobre o Uber, aumento de impostos, política ambiental perseguidora do empresariado, indústria da multa de trânsito, dentre outras.

“Quanto ao projeto de Natal da Prefeitura de Cuiabá, sou totalmente a favor. A opção pela homenagem aos 90 anos da Disney, ao evento digital que ocorrerá em Cuiabá, é uma forma de, também, homenagear as crianças e incentivar a participação no evento natalino. Eu somente seria contra caso trouxessem eventos que erotizassem crianças, o que não é o caso”, reforçou.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorMauro Mendes anuncia mais seis nomes que irão compor sua equipe de governo
Próximo artigoTCE diz que não há efetivo para novo PS e mantém suspensão de temporários