Aluna cria máscaras transparentes para ajudar pessoas surdas na leitura labial

100% empatia

Tomada pela necessidade e um sentimento de empatia acentuado, a estudante americana Ashley Lawrence desenvolveu um modelo de máscara na qual a boca fica coberta por um material transparente.

A alteração permite que os surdos possam fazer a leitura labial com clareza, o que é um avanço na rotina do grupo, uma vez que tanto nas ruas da cidade como nos hospitais, o paramento passou a ser essencial, por conta da pandemia de coronavírus.

“Vi pessoas fazendo máscaras no Facebook para todos e pensei: e a população de surdos e com deficiência auditiva?”, questionou a inventora.

Lawrence, que é graduada na Eastern Kentucky University para pessoas com surdez e problemas de comunicação, contou com a mãe no desenvolvimento do projeto.

Além da vivência cotidiana, a estudante pensou na saúde pública, uma vez que os surdos internados precisam entender as orientações médicas.

O protagonismo da jovem ganhou as redes sociais e mostrou a aplicação prática do termo “quem quer, faz”

“Começamos fazendo com os lençóis que tínhamos e, felizmente, os lençóis eram grandes. Temos dois ou três jogos, então estamos aproveitando o tecido. O plástico também tínhamos em casa, alguns meses atrás, precisávamos de pano plástico para alguma coisa. Temos um pouco disso, mas felizmente ainda não precisamos de mais materiais”, diz a estudante.

Confira o vídeo:

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorJustiça suspende destruição de lavouras de soja destinadas à pesquisa científica
Próximo artigoEmpresário e família entregam mais de 100 marmitas para caminhoneiros em Cuiabá

O LIVRE ADS