ALTA performance ou AUTO performance?

Por Francisney Liberato

Aquele que tem consciência dos seus limites, defeitos e tropeços, já deu o seu primeiro passo rumo ao que deseja ser no futuro.

Penso que todos nós, enquanto seres humanos, pretendemos ser melhores a cada dia. Para desenvolver essa capacidade de fazer mais e melhor, é necessário a combinação de esforço e dedicação.

Chegar ao sucesso não é uma tarefa fácil, por isso é indispensável que conheçamos dois conceitos modernos, os quais devemos aplicar em nossas vidas. São eles:

Auto performance, que nada mais é do que a capacidade de ter a consciência dos seus limites e de aceitá-los, mas não os deixar acomodar, e a partir disso, fazer intervenções necessárias, para o desenvolvimento de habilidades que o conduzirá a um bom resultado.

O autoconhecimento é uma ferramenta adequada para desenvolver novas possibilidades de pensar, de agir, de inovar e de atingir objetivos de forma eficiente. Quanto mais houver autoconhecimento, maior serão as chances de alargar novas possibilidade, mediante habilidades e competências que desencadearão sucesso e empoderamento no que for preciso fazer.

É indispensável se esforçar diuturnamente para conseguir obter altos níveis de conhecimento, de relacionamentos, de gestão, de liderança emocional, pois sem dor e esforço, não há ganhos.

Alta performance, por sua vez, é a capacidade de se manter alinhado, com foco, objetivando atender os seus objetivos de forma sistêmica e produtiva, visando um sucesso estável e contínuo.

Veja que agir com alta performance, é algo extraordinário, e que depende de muita dedicação, treino, paixão e amor pelo que se faz, além de foco, estudo e equilíbrio emocional. Aquele que age assim, busca a sua melhor versão todos os dias.

No meio profissional, a pessoa que age em alta performance, entrega seus trabalhos acima da média, com prazos antecipados e com qualidade. Sabe gerenciar o seu tempo, tem capacidade de liderança, e sobretudo, obtêm resultados excelentes em suas atividades.

As mesmas características poderão ser aplicadas em quaisquer áreas da vida, fazendo pequenas adaptações no que tange aos conceitos. O pai que cumpre o seu papel com alta performance, por exemplo, sabe lidar com os seus filhos, ponderando o modo de como educá-los. Busca explorar o melhor dos seus filhos. Entrega o que promete. É um líder em casa. Respeita a todos, dentre outras características. Suas atitudes, comprometimento e objetivos, estão atrelados na mesma direção.

Indivíduos com alta performance são aqueles altamente motivados, que estão dispostos a melhorar constantemente e buscar os objetivos mais ousados.

Por que ter alta performance? Em um mundo cada vez mais seletivo, onde permeia o alto índice de desemprego, crises divulgadas pelo país afora, nada melhor, de buscar se destacar.

Quer ser alguém que age com alta performance? Então você precisa se conhecer e desenvolver uma nova estrutura mental, mantendo bons hábitos e uma rotina dentro das suas melhores escolhas, mas lembre-se: é impossível ter ALTA performance, sem passar antes por uma reformulação em sua AUTO performance.

Francisney Liberato Batista Siqueira é Auditor Público Externo do Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso, Palestrante Nacional, Professor, Coach, Mentor, Advogado e Contador. Autor dos Livros “Mude sua vida em 50 dias” e “Como falar em público com eficiência”.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorPreços mais caros: governo e empresários marcam “teti-a-teti” para discutir ICMS
Próximo artigoPlanos odontológicos: a importância de ter um e o que saber para não cair em armadilhas

O LIVRE ADS