Alta do dólar garante melhor ambiente de negócio para soja

As negociações da soja retomaram o ritmo de vendas da safra disponível e a futura

Foto:(Ednilson Aguiar/ O Livre)

A melhora nas cotações da soja elevada pelo aumento do dólar em conjunto com o início do período da semeadura, possibilitaram aos produtores bons rendimentos nas vendas da oleaginosa mato-grossense, em agosto. Essa “fluidez” possibilitou que a comercialização da safra disponível e futura retornasse ao ritmo normal.

De acordo com o boletim semanal do Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea), a safra 17/18 sofreu avanço mensal de 3,42%, em agosto. Mês que registrou a comercialização de 93,46% da produção total. Nesse mesmo período a safra 18/19 teve progresso de 6,66%, com acumulo de 28,15% negociados.

Com esses resultados o valor médio da saca foi de R$ 72,26 para a safra 17/18, e de R$ 67,44 para a saca da safra 18/19, um acréscimo médio de 3,19% em relação ao mês de julho.

O relatório ainda pontua que o produtor deve estar atento ao cenário político brasileiro para aproveitar as melhores oportunidades, uma vez que o “dólar tende a continuar sendo o principal vetor de negócios”.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.