ALMT vê ‘uso eleitoreiro’ de máquinas e vai fiscalizar a distribuição pelo governo

Presidente da Assembleia, Eduardo Botelho, diz que prefeitos estão desviando a utilização para agradar apoiadores políticos

(Foto: Ednilson Aguiar/O Livre )

Deputados estaduais criaram um grupo de trabalho para avaliar a distribuição e o uso de maquinário pelo governo de Mato Grosso aos municípios. A medida foi anunciada nessa quarta-feira (13) pelo presidente da Assembleia Legislativa, Eduardo Botelho (União Brasil), e parte de informações de “fins eleitoreiros” pelos prefeitos. 

“As prefeituras as utilizam como querem; alguns prefeitos aplicam muito bem na agricultura, outros estão desviando para coletar lixo e outras atividades, e outros prefeitos ainda estão utilizando de forma eleitoreira, só para quem o apoia é que ele atende”, afirmou Botelho. 

As máquinas, em modelos para uso em lavoura e pastos, são distribuídas pela Secretaria de Agricultura Familiar (Seaf). Em março de 2021 foram entregues 74 máquinas, no valor de R$ 42 milhões, e em março deste ano outras 38, no valor de R$ 108 milhões. 

Conforme Botelho, a distribuição pelo governo é feita “sem nenhum critério”, por exemplo, o foco das atividades econômicas dos municípios ou número de pequenos agricultores dependentes de ações das prefeituras para cultivar plantios. 

O grupo de trabalho passará a fazer esse tipo de ponderação. Ele foi criado por meio do ato administrativo 25/2022, com base no artigo 26 da Constituição de Mato Grosso. 

A comissão será formada por seis membros representantes de seis instituições diferentes: Assembleia Legislativa, Secretária de Estado de Agricultura Familiar (Seaf), Federação dos Trabalhadores na Agricultura de Mato Grosso (Fetagri), Associação Mato-grossense dos Municípios (AMM), Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural (Empaer) e dos secretários municipais de Agricultura.  

As máquinas entregues no ano passado foram destinadas para 22 instituições, entre prefeituras, consórcios intermunicipais e associações. A entrega mais recente se concentrou em 33 prefeituras.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorVencimento da cota única ou da primeira parcela do IPTU 2022 é prorrogado para 29 de abril
Próximo artigoTarifa de ônibus em Cuiabá subirá para R$ 4,95 e será a 2ª mais cara do país