ALMT derruba veto e garante auxílio de R$ 1,1 mil a professores contratados

Cerca de 2,5 mil professores interinos vão ter acesso ao auxílio, mas outros 5,5 mil técnicos e auxiliares continuam sem ajuda emergencial

Por 16 votos a cinco, os deputados de Mato Grosso derrubaram o veto do governador Mauro Mendes (DEM) sobre o projeto de lei que cria um auxílio de R$ 1,1 mil aos professores interinos do Estado.

A derrubada do veto ocorreu 12 dias depois que o ato foi publicado no Diário Oficial do Estado (Iomat).

A situação de aproximadamente de 2,5 mil professores interinos é caótica, segundo o sindicato que representa a categoria. Já são seis meses que os profissionais não recebem salário.

Em março, quando o ano letivo de 2020 ia ser iniciado, as aulas foram suspensas em razão da pandemia de coronavírus. Isso fez com que todos os profissionais da Educação que são contratados ficassem sem salário.

Apesar do auxílio aos professores, existem pelo menos 5,5 mil outros profissionais da Educação – entre técnicos e auxiliares – que vão continuar sem receber. Para eles, até agora, não existe nenhum auxílio para este momento de pandemia.

LEIA TAMBÉM

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorSindicato dos médicos pede lockdown imediato em Cuiabá e Várzea Grande
Próximo artigoUS$ 150 mil: alunos da UFMT concorrem a prêmio internacional