ALMT aprova projeto que cria 165 cargos e aumenta auxílio-alimentação no MPE

O projeto de lei do Ministério Público do Estado foi aprovado em primeira votação pelos deputados estaduais na sessão dessa terça-feira

Os deputados estaduais aprovaram, em primeira votação na sessão dessa terça-feira (9), um projeto de lei do Ministério Público do Estado (MPE) que prevê a criação de 165 cargos de auxiliar ministerial, com salário mensal de R$ 1,8 mil e carga horária semanal de 25 horas. A matéria ainda aumenta em R$ 20 o auxílio-alimentação de servidores, que hoje é de R$ 30 e R$ 50 por dia.

Na justificativa da proposta, o procurador-geral de Justiça, José Antônio Borges, argumentou que a criação dos cargos não implicará em aumento de despesas, uma vez que o projeto prevê também a redução dos cargos de assessor especial (de 35 para 25), de gerente (de 32 para 29), de oficial de gabinete (de 332 para 212) e assistente ministerial (de 77 para 70).

“De outro norte, as modificações propostas com relação a jornada de trabalho e à verba indenizatória mensal para custear despesas com alimentação visam adequar a legislação ao cargo de auxiliar ministerial, cuja criação é o ponto principal desta proposta, com carga horária inferior ao fixado na norma vigente (40h semanais), bem como possibilitar o reajuste futuro do auxílio-alimentação, havendo disponibilidade financeira e orçamentária para tanto”, diz trecho da justificativa.

Hoje, o Ministério Público conta com 756 cargos em comissão, cuja jornada básica de trabalho é de 25 ou 40 horas semanais.  A proposta segue agora para análise da Comissão de Constituição e Justiça e Redação (CCJR) e ainda precisa ser aprovada em segunda votação.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

1 COMENTÁRIO

  1. O PESSOAL COME BEM TODOS OS DIAS, POIS AUXILIO ALIMENTAÇÃO VAI PARA 50 A 70 REAIS. SENDO QUE UMA MARMITEX CUSTA DE 8 A 10 REAIS.

    QUE BOM QUE TEM DINHEIRO SOBRANDO, POIS A POPULAÇÃO ESTÁ SEM SAÚDE.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorGovernador percorre Poderes para “vender” crise de caixa
Próximo artigoTribunal de Justiça solta acusados de participar de esquema na Saúde

O LIVRE ADS