ALMT aprova auxílio de R$ 1,1 mil para professores interinos em quarentena

Cerca de 2,5 mil professores interinos serão beneficiados pelo benefício

(Foto: Seduc-MT)

A Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT) aprovou por unanimidade, em segunda votação, um projeto de lei que beneficia cerca de 2,5 mil professores do Estado que chegaram a atribuir aula, mas não efetivaram contrato em razão da suspensão das atividades escolares por conta da pandemia de coronavírus.

Cada professor interino receberá R$ 1,1 mil de benefício mensalmente enquanto durar o decreto de calamidade.

Os deputados estabeleceram que o valor poderá ser subsidiado tanto pela Secretaria de Estado de Educação (Seduc), quanto pela Secretaria de Estado de Assistência Social e Cidadania (Setasc).

Na proposta inicial, os deputados iriam garantir que o contrato dos professores interinos fosse assinado e a categoria poderia receber os devidos salários mesmo não estando em sala de aula – como acontece com os professores concursados.

Projeto semelhante

Na sexta-feira passada (8), o deputado Wilson Santos apresentou projeto de lei com proposta semelhante, que estabelece um auxílio emergencial de R$ 2,5 mil para os professores interinos enquanto durar a pandemia.

A diferença é que a proposta define que posteriormente esse valor seja descontado do salário dos profissionais quando o contrato for efetivado.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

2 COMENTÁRIOS

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorMT é o segundo estado com menor número de casos de covid-19
Próximo artigoApós ter sua casa quebrada, jovem vai atrás do ex-marido e se vinga

O LIVRE ADS