Saiba como usar os alimentos para minimizar os sintomas do clima seco

Nutricionista dá dicas de como driblar os efeitos do clima, entre eles o cansaço

Oficialmente é inverno no Brasil até 22 de setembro, quando começa a primavera. Contudo, a estação é conhecida pelo clima seco em diversas regiões do país, como Mato Grosso, cuja umidade relativa do ar atinge índices alarmantes, abaixo de 20%, considerado estado de alerta pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

Além do clima seco, os cuiabanos já estão sofrendo com a fumaça, que devido ao avanço dos focos de incêndio no Pantanal, acaba atingindo a capital.

São inúmeros os efeitos no organismo com a umidade do ar baixa e as fumaças, que geram mal-estar, pele seca, olhos vermelhos, boca e lábios ressecados e mais chances de contrair doenças respiratórias, como gripes, resfriados e crises alérgicas, o que nos dias atuais de pandemia do novo coronavírus (Covid-19) é um risco.

Céu esfumaçado de Cuiabá durante o período de seca (Foto: Arquivo/O Livre)

Por isso, é fundamental redobrar os cuidados com a alimentação para amenizar os sintomas do clima seco que comprometem a saúde.

Hidratar é preciso

De acordo com a nutricionista do Fort Atacadista de Mato Grosso, Rafaela Curcino Moreira, esses fatores podem ser minimizados, mantendo uma alimentação saudável e consumindo determinados alimentos que favorecem a hidratação.

“A principal recomendação para os dias secos é tomar bastante água, o que pode ajudar a aliviar a irritação na garganta e amenizar outros sintomas”, orienta.

Porém, é importante ressaltar que a regra dos dois litros de água por dia varia de pessoa para pessoa.

Nutricionista alerta que quantidade ideal de água varia conforme o organismo (Foto: Ednilson Aguiar/ O Livre)

“A quantidade varia de acordo com alguns padrões individuais, como a prática de atividades físicas”, enfatiza a nutricionista.

Ela sugere saborizar a água com alimentos ricos em nutrientes, como folhas de hortelã, rodelas de laranjas ou limão, abacaxi, erva cidreira, gengibre, canela em pau, dentre outros, para aqueles que não têm o hábito de ingerir água com frequência.E, não recomenda beber água junto às refeições.

“O consumo deve ser feito entre os intervalos das refeições e nunca durante para não comprometer a absorção dos nutrientes”, reitera.

Outra fonte de hidratação recomendada pela nutricionista são as frutas. Coco verde, em especial a água de coco, rica em potássio, laranja, melancia e melão são as mais aconselhadas.

“Por serem compostas basicamente de água, são as que mais têm efeito positivo no auxílio à hidratação. Só para se ter uma ideia, 92% da melancia é composta de água, enquanto o melão tem cerca de 90%”, complementa Rafaela.

Cansaço

Quanto aos sintomas de cansaço e indisposição que o clima seco provoca, causado pelas altas temperaturas, a nutricionista reafirma a importância da alimentação saudável

“O ideal é dar preferência para refeições mais leves, com verduras, legumes, alimentos que tenham uma digestão mais fácil”, finaliza.

(com informações assessoria)

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorConfira as dicas de higienização para reabertura dos salões
Próximo artigoSaneamento básico: coronavírus no esgoto faz lembrar um problema antigo