Alcoolizado, homem mata a esposa e depois pede ajuda a vizinhos

Quando um dos vizinhos entrou na casa, encontrou a mulher deitada na cama e ensanguentada

Foto Ilustrativa (Foto: Ednilson Aguiar/ O Livre)

Um homem de 39 anos foi preso nessa sexta-feira (23) depois de matar a esposa, de 38 anos, dentro da casa deles, no Bairro Bela Vista, em Chapada dos Guimarães (70 km de Cuiabá).

A Polícia Militar foi acionada por um vizinho depois que o suspeito foi até ele e pediu que chamasse o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), pois sua mulher estava ferida.

Ao ver o desespero do homem, o vizinho foi até a casa dele e encontrou a mulher deitada na cama e com sangue na cabeça. Imediatamente, ele acionou o Samu e a Polícia Militar.

Conforme o boletim de ocorrência, quando a equipe da PM chegou ao local, encontrou o suspeito deitado em cima da vítima, com os braços sobre a cabeça dela.

Ele foi retirado do local, algemado e colocado na viatura. O Samu chegou nesse momento, mas apenas pode constatar que a vítima já estava sem vida.

A Polícia Judiciária Civil e a Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec) foram acionadas para dar início aos procedimentos de investigação.

Questionado sobre o que aconteceu, o homem disse que houve uma discussão, mas não se lembrava realmente de tudo. Ele afirmou também que estava sozinho na casa com a companheira e não sabia o que tinha usado para feri-la.

Os policiais fizeram buscas no quintal, mas não encontraram o possível objeto utilizado no crime. A suspeita é que ele tenha usado um machado. Há informações extraoficiais de que a mulher estava grávida de seis meses.

Outra vizinha do casal afirmou que o suspeito também foi à casa dela pedindo que ela acionasse o Samu, pois teria matado a mulher, mas quando ela saiu de casa, observou que ele estava com as mãos sujas de sangue e que o outro vizinho já tinha chamado o socorro e a polícia.

O suspeito foi encaminhado para o Hospital Municipal, pois estava com uma lesão na cabeça. Segundo os policiais que atenderam a ocorrência, ele estava em visível estado de embriaguez, com olhos vermelhos, fala desconexa, sem equilíbrio e odor de álcool. Ele afirmou ter bebido com a vítima.

O caso foi registrado como homicídio doloso e será investigado pela Polícia Judiciária Civil.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorSeguro facultativo garante benefícios do INSS a quem não tem emprego
Próximo artigoConhece alguém precisando de ajuda? Grupo acolhe quem luta contra depressão

O LIVRE ADS