Alcolumbre irá travar na CCJ a votação do nome de André Mendonça ao STF

Decisão seria uma resposta ao presidente Jair Bolsonaro por pedido de impeachment de ministro

Senador Davi Alcolumbre, presidente do Senado (Foto: Reprodução)

O presidente da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), não irá pautar a nomeação do ex-advogado-geral da União, André Mendonça, para a vaga de ministro do Supremo Tribunal Federal (STF). 

A decisão foi tomada nessa sexta-feira (20) após o presidente Jair Bolsonaro protocolar no Senado o pedido de impeachment do ministro Alexandre de Moraes. Conforme o blog do jornalista Gerson Camarotti, do G1, a suspensão seria uma resposta a Bolsonaro. 

Alcolumbre, segundo blog, disse a pessoas próximas a ele que Bolsonaro deve “distensionar” a relação com os Poderes ou “não será possível votar qualquer indicação na CCJ”. 

A CCJ precisa chancelar a indicação do presidente da República para a vaga no STF antes da sabatina de André Mendonça em plenário. Os senadores de Mato Grosso já disseram aprovar o nome do advogado para o lugar do ministro Marco Aurélio Mello, de saída em aposentadoria. 

Eles dizem que André Mendonça é um nome viável para encurtar a distância entre o STF e a população. Em sua visita a Cuiabá, no mês passado, Mendonça não concedeu entrevista. 

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorGovernador diz que todos acima dos 18 anos tomarão 1º dose até o fim de agosto
Próximo artigoCartórios já podem registrar crianças com o sexo ignorado; entenda a medida