Ajuda israelense para resgate de vítimas de Brumadinho chega hoje

O grupo deve chegar a partir do meio-dia deste domingo (27)

Reprodução/Twitter

O presidente Jair Bolsonaro disse que a partir do meio-dia de hoje (27) devem chegar 140 pessoas e 16 toneladas de equipamentos enviados pelo primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu. A informação foi postada por ele, na sua conta pessoal, no Twitter.

“Após contato com o Primeiro-ministro de Israel, @netanyahu , chegam hoje, às 12h, em Belo Horizonte-MG, recursos humanitários e profissionais; São 140 pessoas e 16 toneladas de equipamentos destinados a busca de desaparecidos em Brumadinho [MG].”

Ontem (26) Bolsonaro conversou com Netanyahu sobre ajuda na busca de pessoas desaparecidas após o rompimento de uma barragem de contenção rejeitos da mineradora Vale, em Brumadinho (MG).

Antes da postagem pela rede social, o presidente sobrevoou a área atingida e, ao retornar a Brasília, Bolsonaro disse aos jornalistas que “o governo federal [junto] com o governo estadual tomaram todas as providências de imediato para ajudar a minimizar a dor dos familiares”.

Segundo o presidente, “daqui para frente o trabalho é basicamente de busca de desaparecidos. Infelizmente, pode aumentar muito o número de mortes”, lamentou.

Em direção ao Brasil

As Forças Armadas de Israel postaram imagens dos preparativos dos militares que devem chegar após o meio-dia no Brasil ajudar no resgate das vítimas da tragédia de Brumadinho, nos arredores de Belo Horizonte (MG). Na conta pessoal, há posts com a Bandeira do Brasil, das reuniões e do grupo que virá para o Brasil.

Em relação à fotografia em que aparecem cerca de 130 homens e mulheres militares, a frase diz que: “Cento e trinta soldados da IDF [Forças Armadas de Israel] acabaram de decolar para o Brasil. Salvar vidas não é sobre o tamanho da distância, é sobre o quanto você está disposto a ir.”

Também há uma fotografia da reunião que antecedeu a viagem. “Momentos antes de seu avião decolar para o Brasil, nossa delegação está fazendo alguns preparativos finais para essa importante missão.”

No Twitter, os militares indicam estar informados sobre a tragédia. “Estamos nos preparando para enviar uma delegação de ajuda humanitária das FDI para o Brasil após o colapso da barragem que deixou centenas de desaparecidos.”

Ontem (26) no Twitter, na sua conta pessoal, o primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, detalhou a conversa que teve com o presidente Jair Bolsonaro ao oferecer ajuda.

“Eu ofereci que Israel enviaria ajuda para o local do desastre e ajudaria na busca de sobreviventes. Ele me agradeceu e aceitou minha oferta. Nós concordamos que uma missão israelense sairia dentro de 24 horas.”

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorNão estamos conseguindo lidar com essa novidade: conheça o “smash pequi”
Próximo artigoBolsonaro viaja a SP para retirada de bolsa de colostomia