Águas Cuiabá doa caminhão-pipa para proteção ao Pantanal

Veículo irá para Poconé, onde reforçará os trabalhos de sentinela dos bombeiros durante o período de seca

(Foto: Assessoria)

A prevenção e combate às queimadas no Pantanal, patrimônio natural da humanidade, contam com um reforço importante neste novo período de estiagem. A Águas Cuiabá, empresa da Iguá Saneamento, formalizou a entrega de caminhão-pipa ao Corpo de Bombeiros Militar de Mato Grosso (CBMMT) para atuação no município de Poconé (103 km de Cuiabá). O veículo ficará sob os cuidados dos Bombeiros, com cessão de uso pelo período de 60 dias.

Conforme levantamento oficial divulgado pelo Corpo de Bombeiros neste final de semana, o município de Poconé registrou 34 focos de calor no período de 1º de janeiro a 29 de julho. O volume é bem menor que o constatado no mesmo período do ano passado (782), porém, o cuidado permanente e atento com o meio ambiente segue sendo uma missão de todos, sobretudo com a intensificação do período de seca que marca o mês de agosto e meados de setembro.

Em 2020, as chamas consumiram em volume recorde a flora e a fauna da região e a estimativa é de que 30% do bioma tenha sido devastado, o equivalente a mais de 40 mil quilômetros quadrados. De acordo com dados do Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais), foram contabilizados 22.116 focos de incêndio no Pantanal. Até então, o pior ano no monitoramento (iniciado em 1998) havia sido o de 2005, com 12.536 focos.

Ao mesmo tempo em que é uma das maiores áreas alagadas contínuas do planeta, com 151.487 quilômetros quadrados, o Pantanal é também considerado o menor dos biomas brasileiros. Essa joia do meio ambiente tem, contudo, rica biodiversidade. São 3.500 espécies conhecidas de plantas, 463 de aves, 124 de mamíferos, 177 de répteis, 41 de anfíbios e 325 espécies de peixes de água doce, conforme dados do Ministério do Meio Ambiente. O município de Poconé é o portal do Pantanal mato-grossense, por onde se acessam diversas comunidades rurais, fazendas e pousadas espalhadas pela região.

“O Rio Cuiabá que banha a capital do Estado, fonte de vida e de saneamento, segue seu curso rumo a Poconé e desemboca no Pantanal. Todos nós temos o dever de ajudar nessa causa, de alguma forma, inclusive, viralizando conscientização contra as queimadas. Todo o time da Águas Cuiabá está engajado e contente em poder colaborar nessa grande bandeira ambiental”, destaca o diretor-geral da Águas Cuiabá, William Figueiredo.

Coordenadora de Sustentabilidade da Águas Cuiabá, Talita Galvão reforça o empenho na soma de esforços pela união contra incêndios florestais. Ela lembra que essa conscientização precisa se multiplicar, também, nas áreas urbanas.

“Queimar lixo, terrenos, áreas de mata, todas essas atitudes causam danos ao meio ambiente e à saúde humana e animal de uma forma geral. Não somos seres desconectados do ecossistema. Nós fazemos parte dele e, por extensão, somos o meio ambiente. Isso precisa ser internalizado por todos, para que cada um de nós dê a sua contribuição em consciência coletiva”.

O saneamento básico tem um papel importante na questão ambiental, a começar com a preservação das fontes de água na natureza. Por conta disso, a Iguá contempla, em seu planejamento estratégico de sustentabilidade, denominado SERR (Segurança hídrica; Eficiência na gestão do ciclo da água; Responsabilidade na coleta e no tratamento de esgoto; e Respeito às pessoas), uma série de iniciativas que objetivam promover, por exemplo, a segurança do abastecimento de água das cidades onde atua.

(Da Assessoria)

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorUFR: orçamento liberado
Próximo artigoGrupo de Dominghetti ofertou vacina Janssen a MT com “comissão” para negociadores