Águas Cuiabá cumpre decreto e entrega relatório à Prefeitura

Documento traz informações sobre o resultado da recomposição asfáltica adotadas em decorrência de obras de esgoto

664 pontos em 102 bairros da capital mato-grossense com pavimentação recomposta. Estes são os principais números do relatório de ações entregue pela Águas Cuiabá à Prefeitura Municipal e Agência Reguladora (Arsec). O documento comprova o cumprimento, por parte da concessionária, do relatório de fiscalização decorrente ao decreto do Executivo número 8830/2021, prorrogado pelo decreto 8890/2022, que determinava adequações na etapa de acabamento das obras de instalação de redes coletoras de esgoto.

Entre 2017 e 2021, foram construídos 420 quilômetros de rede coletoras em ruas e avenidas da capital. Ao todo, R$ 450 milhões foram investidos no sistema de esgotamento sanitário da capital. “Temos trabalhado, desde 2017, pela expansão da cobertura de saneamento básico de Cuiabá, em linha com as metas agressivas firmadas no contrato de concessão. Nosso compromisso é fazer entregas de excelência à comunidade e seguiremos trabalhando com base neste pilar”, declara do diretor geral da Águas Cuiabá, William Figueiredo. “Intensificamos o rigor na gestão da etapa recomposição asfáltica, conduta que permanecerá norteando o trabalho de nossos engenheiros e fiscais”, pontua.

A concessionária reafirma o compromisso de garantir a recomposição asfáltica dos pontos relacionados às obras de rede de esgoto. “Para isso, cerca de 30 equipes continuam atuando em novos pontos identificados pelos fiscais da empresa, que continuam realizando vistorias. Implantamos novas tecnologias, como estabilizante de solo, consultoria e novas jazidas para garantir a qualidade do serviço”, disse o gerente de investimentos, Fabio Barrios.

Cuiabá chegará ao ano de 2024, quase uma década antes do que preconiza o Marco Nacional do Saneamento Básico, aos 91% de cobertura de esgoto, estando o índice atual próximo aos 80%. Hoje a cidade conta com três sistemas de esgotamento sanitário (Dom Aquino, Tijucal e Lipa) e trata, diariamente, cerca de 70 milhões de litros de efluentes. Em breve entrará em construção o Sistema Sul de Esgotamento Sanitário (SES Sul), formado por 251 quilômetros de tubulações de coleta, 11 estações elevatórias e uma unidade de tratamento apta a processar 160 litros por segundo.

Reposicionamento nacional – Figueiredo lembra que os esforços em prol da expansão e melhoria dos serviços de abastecimento de água tratada e esgotamento sanitário doméstico conferem ao município um novo posicionamento no cenário nacional.

Conforme o relatório 2022 divulgado pelo Instituto Trata Brasil (https://tratabrasil.org.br/pt/estudos/ranking-do-saneamento/itb/ranking-do-saneamento-2022) Cuiabá é a cidade com maior investimento por habitante neste serviço essencial, um resultado histórico e inédito. “A realização de obras estruturantes em cidades consolidadas, de fato, impacta a rotina da comunidade. Nossos profissionais estão focados em minimizar os reflexos, sobretudo na mobilidade urbana, e seguirão trabalhando com dedicação.”

Sobre a Águas Cuiabá – Por meio de concessão plena, iniciada em 2012 e com validade de 38 anos, a concessionária assumiu os serviços de abastecimento de água e esgotamento sanitário na capital mato-grossense em 2017. A empresa atende 605 mil pessoas e tem como objetivo universalizar o acesso da população à água de qualidade e à coleta e tratamento de esgoto. Pertencente ao Grupo Iguá, que está presente em 39 municípios brasileiros e alcança 7,1 milhões de pessoas com o compromisso de ser a melhor empresa de saneamento para o Brasil.

Sobre a Iguá Saneamento – Companhia controlada pela IG4 Capital, a Iguá atua no gerenciamento e na operação de sistemas de abastecimento de água e esgotamento sanitário por meio de concessões e parcerias público-privadas. Uma das principais empresas do setor no país, está presente em 39 municípios de seis estados brasileiros – Alagoas, Mato Grosso, Rio de Janeiro, Santa Catarina, São Paulo e Paraná – com 18 operações que beneficiam cerca de 7,1 milhões de pessoas. A Iguá tem quatro pilares essenciais que orientam as ações socioambientais em todas as suas unidades, constituindo o planejamento estratégico SERR: Segurança hídrica; Eficiência na produção e distribuição de água; Responsabilidade na coleta e tratamento de esgoto e Respeito às pessoas. Signatária da Rede Brasil do Pacto Global (iniciativa da Organização das Nações Unidas), a companhia assumiu publicamente o compromisso de zerar as emissões de carbono até 2030. Neste ano, recebeu pela Climate Bonds Initiative (CBI) a certificação do primeiro título verde da América Latina para infraestrutura hídrica. Em 2021, ganhou reconhecimento pela excelência em gestão e serviços com o Prêmio Nacional de Qualidade no Saneamento (PNQS). Também foi eleita pelo quinto ano consecutivo uma ótima empresa para se trabalhar pela consultoria Great Place to Work (GPTW). Atualmente, emprega aproximadamente 2 mil pessoas. O nome Iguá é uma referência direta ao universo em que atua: em tupi-guarani, “ig” quer dizer água. www.igua.com.br

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorSupremo suspende redução de IPI decretada por Bolsonaro
Próximo artigoServidores com filho deficiente terão jornada reduzida em Cuiabá