Aeroporto Marechal Rondon tem primeira mulher bombeira de aeródromo

Desde a sua inauguração, em 1956, nunca houve uma mulher atuando neste cargo no aeroporto

(Foto: divulgação)

Yngrid Medeiros, 30 anos, natural de Duque de Caxias, no Rio de Janeiro, é a primeira bombeira a atuar no Aeroporto de Cuiabá desde a sua inauguração, em 1956. Ela foi contratada pelo Grupo Med+, empresa líder em urgência e emergência aeroportuária no Brasil, que começou a prestar serviço no aeroporto recentemente.

A profissional sempre teve o sonho de trabalhar na área militar e, quando completou 18 anos, fez o curso de bombeiro civil. Com 19 anos, entrou numa empresa privada e, dois anos depois, começou a trabalhar no Aeroporto Santos Dumont, no Rio de Janeiro, como bombeira de aeródromo, onde ficou por mais de oito anos.

Soube da vaga de bombeira aeródromo do Grupo Med+ por amigos, se inscreveu pelo site da empresa, participou de todos os processos seletivo e foi convidada para trabalhar no Aeroporto Marechal Rondon, em Cuiabá.

“Dá um frio na barriga de começar um novo desafio, principalmente sabendo que sou a primeira bombeira a atuar no aeroporto. Mas sempre tive apoio e ajuda dos meus colegas”, afirma Yngrid.

LEIA TAMBÉM

(Da Assessoria)

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorJustiça mantém preso homem que matou a esposa
Próximo artigoInmet prevê frio em todo o país a partir de domingo