|Segunda-feira, 23 abril 2018

Meninas são estupradas após entrar em carro na Praça da Mandioca

As meninas de 15 e 16 anos foram violentadas enquanto eram ameaçadas com uma faca

COMPARTILHE COMPARTILHE

Duas meninas de 15 e 16 anos foram estupradas na madrugada desse domingo (31), ao entrarem em um carro, na Praça da Mandioca, acreditando ser um Uber.

Conforme o boletim de ocorrência, elas relataram que estavam saindo da Praça da Mandioca, no Centro da Capital, quando viram um homem parado em um Corola de cor cinza e perguntaram se ele era motorista de Uber.

Ele respondeu que sim e elas entraram no veículo. Porém, durante o percurso ele desviou do caminho original e entrou no Bairro Santa Marta, atrás do prédio Torre do Parque.

No local, ele parou o veículo, pegou uma faca, passou a ameaçar as adolescentes e as violentou sexualmente.

Depois do estupro, elas conseguiram abrir a porta do carro e correram. Em seguida o suspeito fugiu.

As adolescentes chamaram a Polícia Militar e foram encaminhadas à Central de Flagrantes.

Não há a informação se o acusado era realmente motorista de Uber, mas é importante sempre conferir se a placa do veículo bate com a indicada no aplicativo.

Violência sexual é crime, denuncie! Disque 180 e fale na Central de Atendimento à Mulher.

COMENTÁRIOS

  1. Sempre tem uma mente esclarecida para culpar a vitima, ou neste caso os pais. É um absurdo!!!!
    Adolescentes saem à noite no Brasil ou em qualquer lugar do mundo!

  2. Não adianta gente, estando nas ruas de madrugada ou saindo durante o dia…o perigo é eminente. Nós mulheres corremos riscos apenas por sermos mulheres, claro que, menores deveriam estar com seus pais ou responsáveis… Entretanto, essa quantidade de Tarado tá demais… É bandido pra todo canto, tá doido!!!!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your name here
Please enter your comment!

DESTAQUES

Taques chama Pivetta de preconceituoso e o compara a escravocratas

Verdadeiro Indiana Jones ainda permanece como um mistério vivo na história de Mato Grosso

Ator Haitiano é vítima fatal de acidente na estrada de Chapada

Clarice Lispector e irmã escreviam manuais para “amansar” empregadas, relembra pesquisadora da UFMT

Terceira mulher é estuprada próximo à Unemat de Sinop

X