Adolescente tenta matar o cunhado enforcado com corrente e o esfaqueia

Ela havia tentado agredir a irmã com a sobrinha de três meses no colo e foi impedida pelo cunhado, depois, resolveu tentar matá-lo

(Imagem ilustrativa)

Uma adolescente de 16 anos foi apreendida pela Polícia Militar na madrugada deste domingo (4) após tentar matar o marido da irmã o enforcando e esfaqueando.

O caso aconteceu no Bairro Menino Jesus I, em Sinop (500 km de Cuiabá), por volta de 0h40.

A Polícia Militar foi acionada depois que a vítima já havia sido socorrida pelo Corpo de Bombeiros e levada para o Hospital Regional. Os policiais, então, foram até a unidade médica e ouviram o homem.

Ele contou que, após uma discussão familiar, sua cunhada tentou agredir sua esposa e ele interveio, visto que a esposa estava com a filha dos dois, de três meses, no colo.

Irritada com a intervenção, a adolescente partiu para cima do cunhado dando socos e chutes nele. Nesse momento, o marido dela entrou no meio e a levou para a casa que os dois casais moram.

Após um tempo, o casal vítima e os filhos foram para casa. Ao chegar, o homem foi surpreendido pela cunhada com uma corrente, que ela usou para envolver o pescoço dele e enforcá-lo.

Quando o homem conseguiu tirar a corrente de seu pescoço, ela pegou uma faca de serra, que já estava com ela, e deu um golpe na perna do cunhado. Mesmo ferido, o homem conseguiu segurar a cunhada e jogá-la no chão. Depois disso, testemunhas o ajudaram a conter a adolescente.

Mesmo contida, a suspeita ficou ameaçando a irmã e o cunhado de morte. Depois, ela entrou em casa.

O Corpo de Bombeiros foi acionado e levou o homem para o hospital, onde a Polícia Militar foi chamada e o ouviu.

Em seguida, os policiais foram até a casa onde tudo aconteceu e encontraram a suspeita e a faca que ela utilizou para esfaquear o cunhado, que estava em cima da cama dela.

A adolescente foi levada para a delegacia e a vítima ficou sob cuidados médicos no hospital. O caso foi registrado como tentativa de homicídio.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorQuase ninguém viu
Próximo artigoOncogenética permite que pacientes se antecipem a cânceres hereditários